Espaço celebra a pluralidade da cultura negra em Vila Isabel

A tradição de reunir pessoas ao redor de uma boa mesa, com um suculento angu fazendo as honras de prato de resistência ancestral, foi a gênese da Kaza 123. Mas o lugar, inaugurado em agosto de 2020 – quando se instaurou o período de flexibilização das atividades do comércio pela prefeitura –, agrega muito mais traços da pluralidade cultural negra. Como a Livraria Kitabu – apresentando títulos da literatura afro-brasileira – e espaços de moda, beleza e artes.

Essa explosão de sabores, saberes e cores nasceu da conexão entre a atriz, jornalista e atleta olímpica de vôlei Lica Oliveira, o dramaturgo, filósofo e ex-BBB Rodrigo França e a chef e designer gráfica Maria Júlia Ferreira, que decorou o ambiente com peças artesanais e imagens de personalidades como Zezé Motta, Martinho da Vila, Luiz Melodia, Clementina de Jesus, Martin Luther King e Angela Davis.

“Em seu primeiro aniversário, a Kaza123 recebeu um presente de valor inestimável: um piano doado pela professora doutora Elisa Larkin Nascimento, viúva do grande Abdias Nascimento, ator, escritor, artista plástico, professor universitário, político e ativista dos direitos civis e humanos das populações negras brasileiras”, conta Lica Oliveira, responsável pelo Espaço Beleza e Artes do novo ponto de encontro do Rio.

Ela fala sobre a parte gastronômica: “o Angurmê, servido com diferentes tipos de molhos, é o carro-chefe da culinária da Kaza. Aos sábados, o bobó de camarão e o arrumadinho de feijão fradinho e carne seca desfiada completam o cardápio do dia. Como petiscos, torradinhas com patê de fígado e mix de berinjela ou moela. Os sanduíches de pernil e o Buraco Quente (carne moída e queijo) também fazem a alegria dos clientes. Os caldos, de ervilha e de mocotó, são ainda belas pedidas”.

 

Segundo Lica, as sobremesas típicas brasileiras – canjica com canela e paçoca, quindim, queijadinha, manjar, cocada no casco, cuscuz e bolo de chocolate com calda – compõem o cardápio de delícias. O bar da Kaza tem, igualmente, grande participação na conquista de seus frequentadores, com refrescantes drinques, alcoólicos (como as caipifrutas) ou não. Se você der sorte, talvez encontre por lá um revigorante festival de acarajé, patrimônio cultural brasileiro.

 

Kaza 123

Rua Visconde de Abaeté, 123 – Vila Isabel

Tel.: (21) 3442-4005