Autor: Redação

A volta dos que nunca foram

Casas emblemáticas da boa gastronomia reabrem as portas para satisfação dos cariocas saudosos Cervantes, Alcaparra, Mosteiro e La Fiorentina são quatro mosqueteiros da boa mesa, restaurantes icônicos que reabriram suas portas, para a alegria dos cariocas. O Cervantes e a La Fiorentina têm a tradição de servir fregueses a madrugada inteira, ou quase isso. Já o Mosteiro é um point dos executivos do Centro da Cidade. Um ambiente sob medida para fechar negócios e conversar sobre assuntos corporativos. Essa também era a pegada do Alcaparra. Mas eis que o tradicional restaurante da Praia do Flamengo, ampliou seu público alvo,...

Read More

O pão carioca de cada dia

Padarias se sofisticam e se transformam em points do café da manhã Sabe o tradicional pãozinho na chapa com um pingado no copo americano, que se comia naquele balcão de vidro das padarias com ar de botequim? Pois então, eles continuam por aí. São uma iguaria carioquíssima. Mas agora essa tradicional combinação do café da manhã pode ser saboreada em padarias híbridas, que misturam delicatessen e brasserie. Esses ambientes são disputados por milhares de cariocas. Algumas dessas “neopadarias” se tornaram ponto obrigatório da cariocada. Do Recreio à Tijuca, passando pelo Leblon, essas novas boulangeries invadiram o coração e o...

Read More

Respeitável público

Trupe inicia jovens das comunidades nas artes do picadeiro Todo mundo vai ao circo? Vai, sim, respeitável público. E não só para assistir aos espetáculos, mas, principalmente, ser protagonista deles. Essa é a proposta de inclusão do Circo Crescer e Viver há 16 anos: formar crianças e jovens de comunidades populares nas artes do circenses, que têm uma forte representação no imaginário coletivo. A chancela relativa à metodologia de circo social foi obtida junto à Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Os cursos e oficinas (acrobacias de solo e aéreas, malabares e equilibrismo), ministrados...

Read More

Fábula ao ar livre

Conjunto escultórico de arte naif adorna minifloresta no Alto da Tijuca Aqui, a meninada salta direto das telas hipnóticas dos joguinhos eletrônicos para um universo analógico de fábula ao ar livre. A Praça dos Bichinhos, no Alto da Tijuca, convida não só as crianças, mas a todos, a deixar a imaginação solta para voar em seus diversos nichos, que reproduzem animais do mundo inteiro e figuras lendárias da cultura brasileira. São mais de 50 esculturas de argamassa e ferro coloridas, em escala próxima ao real, de animais como dinossauro (a cauda é um escorregador), hipopótamo, rinoceronte, girafa, leão, macaco,...

Read More

Ferveção em Laranjeiras

Cadeiras de praia na rua são puro suco de Rio de Janeiro Era uma feira livre como tantas que existem nas ruas do Rio. Mas, com o tempo, aos legumes, verduras, frutas e peixes frescos foram se incorporando outros elementos que tornaram a Feira da General Glicério um must na Zona Sul. Trata-se de uma via superaprazível em Laranjeiras, arborizada e com elegantes edifícios das décadas de 40 e 50. A atmosfera de cidadezinha do interior, onde todo mundo conhece todo mundo, domina o ambiente. Hoje, além daqueles produtos tradicionais, peças de artesanato, objetos de arte, roupas, plantas e...

Read More

Da Glória para a mesa

Bairro tem feira voltada para consumidores verdes Frutas, verduras e legumes livres de agrotóxico e de adubos químicos. E fresquíssimos, colhidos poucas horas antes de serem comercializados, sem intermediários, pelos próprios produtores, além de mel, pães, bolos e outros quitutes. Aos sábados, das 7h às 13h, a Praça Luiz de Camões fica assim de gente por causa das barraquinhas da Feira Orgânica da Glória. Criada em 1994, ela integra o Circuito Carioca de Feiras Orgânicas, que tem seduzido cada vez mais os corações dos moradores do Rio, em busca de uma alimentação saudável e a preços justos. O Circuito...

Read More

O Lavradio rejuvenesce

Rua de antiquários na Lapa oferece muitas outras atrações Na primeira via residencial da cidade, aberta em 1771 pelo Vice-Rei Marquês do Lavradio – para que servisse de passagem dos Arcos da Lapa ao Largo do Rocio, atual Praça Tiradentes –, rola há 27 anos a Feira Rio Antigo. Conhecida popularmente como Feira do Lavradio, por causa da rua em que se realiza todos os sábados, reúne cerca de 300 expositores e um público de 15 mil pessoas a cada edição. Das 10h às 19h, as barracas comercializam roupas novas de produtores independentes de moda e usadas, calçados, acessórios,...

Read More

Ipanema é o maior Fuxico

Uma charmosa feira no coração da Praça Nossa Senhora da Paz O Fuxico – a feira de economia criativa mais charmosa do Rio – reúne dezenas de expositores que ofertam peças de artesanato, decoração e moda, além da boa gastronomia de rua. Os frequentadores sempre têm um line up de gêneros musicais variados, sem nunca faltar samba, forró e pop rock. O evento, que ocorre pelo menos uma vez ao mês na Praça Nossa Senhora da Paz, tem programações para agradar todos os públicos. E para animar ainda mais a festa, há edições temáticas de Baile de Carnaval, Dia...

Read More

Porto Maravilha, nós gostamos de você

O projeto de revitalização da Região Portuária da cidade promoveu uma intensa ocupação cultural e urbana. Na  Praça Mauá, foram construídos o Museu de Arte do Rio (MAR), Museu do Amanhã,  AquaRio e, mais recentemente, em 2019, a roda gigante Yup Star Rio, que descortina uma vista panorâmica da cidade. Nadando nas artes do MAR Cariocas e turistas se reúnem para uma leitura inovadora da transformação da cidade O primeiro a aportar na área foi o Museu de Arte do Rio (MAR), em 1º de março de 2013, mantido em parceria entre o poder municipal e a iniciativa privada....

Read More

Construção coletiva do futuro

Instituição-âncora do Porto Maravilha arquiteta experiências de vida na terra Em 17 de dezembro de 2015, portanto dois anos e nove meses após a criação do Museu de Arte do Rio, veio o arrojado Museu do Amanhã, também concebido em conjunto pela Prefeitura e a Fundação Roberto Marinho. Foi projetado pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, que se inspirou nas bromélias do Jardim Botânico para desenhar seus traços longilíneos. Numa área de 30 mil metros quadrados, a construção não poderia ultrapassar 20 metros de altura, para não influir na visão das edificações históricas do entorno. O desenho das janelas enquadra marcos...

Read More